Pular para o conteúdo principal

Astrologia, vidas passadas e escolhas


A astrologia que analisa o mapa de vidas passadas, chama-se astrologia kármica. Esse estudo tem a finalidade de observar no mapa natal as posições dos planetas, os aspectos (trocas energéticas entre os planetas) e as colocações nas Casas, que são as áreas de experiência da vida, para se atestar sobre a qualidade de seu karma. 

Na verdade todo ponto do mapa pode ser manifestado de modo construtivo ou destrutivo. Essas escolhas pessoais são desenvolvidas ao longo do tempo, de acordo com as experiências vividas no passado, na infância e também na sua história
espiritual. Se você possui um planeta considerado "maléfico" como Plutão dentro de uma Casa social como a Casa 3, a 7, ou até a Casa 11, pode usar essa tremenda força transformadora para ajudar os outros a atravessar momentos difíceis, mas se essa energia não for bem conduzida, é possível fazer grandes estragos na vidas das pessoas. A força da transformação e da destruição faz parte do mesmo planeta.

É bom lembrar que o karma tem uma finalidade, que é o crescimento e a evolução, por isso, quando eu sei que manifesto uma tendência negativa eu vou me esforçar para corrigi-la. Conhecer seu mapa natal kármico ajudará a ascender a luz da consciência para algumas inclinações, na maioria das vezes não muito bonitas, assim é possível acelerar seu processo evolutivo, ou seja, é possível alterar seu presente e seu futuro, mesmo que seu mapa seja bem desafiador.

Se você quiser saber mais sobre seu mapa kármico, me envie uma mensagem no formulário que se encontra aqui na página.

Paz e luz,

Au Víudes



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lua em conjunção com Lilith - emoções sombrias

De modo geral enquanto a Lua se une à Lilith no céu, é o momento de voltar "para casa" ou "voltar às raízes" a fim de encontrar a paz interior. Trata-se de uma jornada ao seu Eu interno e é o que precisa ser feito para encontrar suas qualidades esclarecedoras. O veiculo de condução para se chegar a isso é a família, os laços familiares, as emoções e/ou a maternidade. Dependendo do caso pode ser uma viagem pessoal assustadora (especialmente nesta fase em que Marte e Plutão também estão em conjunção), pois ela desperta sentimentos como raiva, arrependimento, repulsa, frustração e até fascinação. Pode mexer com a "sociedade-máscara", a máscara que tem sido usada para deixar o mundo acreditar que está tudo bem, que se reflete no signo oposto a Câncer – Capricórnio. É possível entrar em contato consigo mesmo através de exercícios de meditação ou imaginação ativa. Sua casa física reflete a morada, a sua alma, por isso cuide muito bem dela nessa época. U

Conjunção Marte Lilith - reações imprevisíveis

Marte está em conjunção com Lilith (Lua Negra) no céu desde abril deste ano e fica até 23 de outubro de 2018.  Essas duas energias juntas predispõe a reações agressivas repentinas consigo mesmo ou com os outros, principalmente se há confirmação no mapa natal. Pode ser um período de dificuldade em controlar a impetuosidade e em reduzir o comportamento agressivo. Mesmo em Aquário que é um signo do elemento ar essa tendência pode emergir, devido à natureza imprevisível do signo. Seria mais ou menos como o predomínio da rebeldia ou inconformismo num estágio agudo, descontrolando os impulsos e deixando vir à tona somente o lado primitivo. Isso é acentuado pelo aspecto de quadratura com Urano, o dispositor de Marte. Para curar esse aspecto sombrio é preciso pensar antes de agir, dando tempo para refletir sobre todos os lados da situação que o leva a não aceitar determinada questão. Aprender a tolerar que cada um encontra-se um patamar de desenvolvimento, inclusive você mesmo. Mu

Céu do momento 13/07 - Marte conjunção Quíron

O princípio da motivação, ação e agressividade que todos nós temos e que é representado por Marte, está em aspecto de conjunção com o princípio da cura, Kíron. A conjunção termina dia 29/07/2020. Essa conjunção ocorre em média durante 4 anos no mesmo signo. Estamos na primeira conjunção de Marte e Kíron em Áries, que dura aproximadamente 21 dias, caso Marte não esteja retrógrado. A cada dois anos essa configuração se apresentará de formas diferentes, indicando "saídas" novas para a mesma proposta nesse processo de desenvolvimento psicoespiritual. E daqui a 50 anos esse aspecto ocorrerá em Áries novamente. Estamos diante de uma promessa para nossa "iniciação", percorrendo um caminho de cura que envolve lidar com nossos instintos, raiva, hostilidade, ações primitivas etc. Aqui o objetivo é curar essa condição rudimentar. Na verdade se trata de um desenvolvimento gradativo, que induz a busca pela cura. A fim de se alinhar com esse objetivo você pode s